Discurso do 5 de Abril de 2011 – Fórum de negócios multi-sectorial com a CCI de Bordéus Sala Luanda - Hotel Trópico

Excelentíssima Senhora Ministra do Comércio,
Excelentíssimo Senhor Vice-Ministro do Comercio,
Caras Senhoras, caros Senhores,

Fiel à sua promessa, a Câmara de Comércio e de Indústria de Bordéus está novamente em Luanda acompanhada por uma delegação de 18 empresas francesas que vieram no intuito de estabelecer parcerias com as suas congéneres angolanas.
Este facto não surpreenderá a Sra. Ministra do Comércio, que se reuniu, em Maio de 2009, com a Secretária de Estado para o Comércio Externo da França, durante uma visita oficial a Luanda no âmbito, aliás, de outro fórum de negócios multi-sectorial.
Esse encontro visava a fortalecer as relações económicas entre Angola e França. E, de facto, elas seguem esse caminho.
As trocas comerciais entre os dois países diversificam-se progressivamente. Atingiram um pouco mais de 3 mil milhões de dólares americanos em 2010 com exportações francesas em alta a superarem, pela primeira vez, os 800 milhões de dólares. Sendo assim, a França é o segundo parceiro comercial de Angola na União Europeia e o quinto a nível mundial. Temos de guardar em mente que a França ocupa o terceiro lugar em termo de investimentos estrangeiros à nível mundial. Trata-se de um esforço continuo.
A Embaixada de França em Angola aproveita todas as oportunidades que se apresentam, para enaltecer o potencial de Angola seja junto das Autoridades francesas, seja junto de organismos decentralizados ou junto das próprias empresas. Organismos tais como as Câmaras de Comércio e de Indústria francesas, tanto em Paris como a nível regional, contribuem para atrair investimentos seja de grandes grupos como de pequenas e medias empresas que, muitas vezes, oferecem tecnologias de ponta.
Hoje estamos reunidos com a Câmara de Comercio e Industria de Bordéus.
Não é por acaso. Com efeito, Bordéus tem um laço especial com Angola.
Recordo que, em Outubro de 2009, o Sr. Alain Juppé, que ocupa com um dinamismo fora do comum ambas as funções de Presidente da Câmara municipal de Bordéus e de Ministro dos Negócios Estrangeiros da França, recebeu a então Governadora de Luanda para participar na bienal de criação urbana de Bordéus. Pois, Luanda foi a cidade convidada de honra desse evento.
Em 2010, a Câmara de Comércio e de Indústria de Bordéus deu a Angola um papel de relevo no âmbito dos encontros anuais de negócios dedicados exclusivamente ao continente africano que decorrem nesta cidade.
Com efeito, Angola foi o país mais representado nestes encontros muito bem sucedidos, com cerca de 15 empresas. O Sr. Vice Ministro do Comércio, Archer Mangueira, chefiou a delegação angolana.
Esta ano os encontros de negócios terão lugar de 23 a 25 de Maio. Espero que muitas empresas angolanas participem.
Os empresários angolanos podem contar com o apoio da Embaixada da França em Angola para facilitar as suas deslocações e ajudar no que for preciso.
Hoje, das 18 empresas francesas que estão entre nós, 7 têm uma actividade orientada directamente para o sector petrolífero. As outras intervêm em áreas diversas como o tratamento industrial de águas, o comércio de equipamentos ou de materiais industriais, a saúde, a protecção individual no trabalho, a climatização industrial, a protecção e a sinalização de zonas marítimas sensíveis ,a protecção civil, soluções em matéria de optimização energética e soluções para a construção civil. E o símbolo da diversidade dos sectores representados por estas empresas.
A França continuará a mobilizar as suas empresas para que venham a Angola através de iniciativas deste género.
Pois, a França é um parceiro fiel, em que se pode confiar, cuja dedicação inscreve-se no tempo.
Não posso deixar de dirigir uma palavra de apreço à companhia petrolífera Total, pela sua contribuição ao esforço de promoção de Angola em França, ao apoiar este tipo de iniciativas. Graças a esse apoio, algumas das empresas francesas aqui presentes poderão sem dúvida encarar a possibilidade de investir no país e assim participar no desenvolvimento de Angola
Formulo votos para que os encontros a serem organizados durante os dois próximos dias sejam um passo mais para frente na parceria já solida entre os nossos dois países.
Muito obrigado.

Atualização : 06/04/2011

Princípio da página